6/30/2010

Ser diferente

Para os olhares rasteiros, o diferente é nominado como insano. Tal discernimento baseia-se na incompreensão dos atos e na mecanização do fato. Nesse contexto, os olhos são os enlouquecedores do ser. A normatização engendra passos letárgicos e, muitas vezes, palpatiza a vida em sociedade. Contudo, viver é o mais importante, afinal, a verdade não me pertence.
Foto.

8 comentários:

Di disse...

A diversidade é o que enriquece a vida.

p.s.: apareci aqui, como prometi por mail.

fica bem!
bju

Patrícia Gonçalves disse...

Não somente para os olhares, também para os seres rasteiros!

é mais fácil o não compreender, dá trabalho a aceitação, a diferença pressupõe um olhar claro sobre o eu questionando condutas, comparando valores. não queremos uma régua a medir os pontos fora da curva. Queremos todos estar alinhados, de mãos dadas, igual palitos de fósforos, queimados...

Alberto Marques disse...

Di, obrigado pela visita. Apareça mais, principalmente no seu espaço.
Patrícia, obrigado também. Sobre os olhares, eles representam os seres, é apenas uma "metáfora".

Ela disse...

viver é o mais importante. E se puder cantar e cantar e cantar... a vida fica um tanto melhor.

Di disse...

Passei pra deixar um abraço!

Alberto Marques disse...

Obrigado, Di,
sempre bom receber uma visita sua. Estou bastante sumido. Dando e assistindo muitas aulas e sem tempo para quase nada. Agora mesmo estou orientando uma aluna. Logo as coisas estarão mais calmas.
Beso.

Vanessa disse...

O diferente sempre causa estranhamento nos olhos de quem não o entende, isso eplica tanto preconceito. Talvez ese seja o motivo que além de mais importante ser viver, seja também viver livremente ( se é que é possivel).
Adorei o recado que deixaste em meu blog.

Abraço!

AFROdite in versos disse...

A diferença muitas vezes está nos olhos de quem vê...