10/19/2010

Significantes

Este espaço anda um pouco abandonado, para variar. Não que a importância dele seja pequena, pelo contrário, ele reflete a melhor parte de mim. Muitas das ideias expressas aqui são pulsantes em minha vida.

Apesar disso, escrevo minimamente e dou prioridade a outros instantes. Nos momentos de reflexão, percebo que pouco desses pensamentos são apresentados em palavras no dia a dia – talvez, pela velocidade do existir e pela automatização do cotidiano, não exista espaço para esse tipo de raciocínio. De qualquer forma, são nos atos e em pequenos fragmentos da fala que os encontro.

Sinto falta não apenas de escrever aqui. Os comentários fazem parte do rol engrandecedor deste espaço. São neles que acho, muitas vezes, a amplificação do meu olhar. Eles representam a ressignificação vívica do eu. Local onde as ideias paralelas ganham forma de espiral. No somatório dessas representações, é aqui que desacelero os meus pensamentos e os complexifico em palavras.
Foto.

10 comentários:

Ava disse...

Oi, Alberto!

As vezes nos afastamos, por motivos vários, mas o blog acaba por ser uma extensão de nós, e sentimos falta de tudo que o compôe. Desde a hora de escrever, quanbdo vem aquela inspiração gostosa e o texto flui, até os comentários dos amigos, que são nosso combustível.

Sempre bom ler voce...

Beijos meus!

Alberto Marques disse...

obrigado pela visita, miga,
beso.

Ingrid disse...

Alberto, vim agradecer a visita e conhecer teu canto de davenios..Sabes que existe tanto a ausencia como a abundancia, mas por vezes mais ausencia. Me mudei de cidade.. já viu né ... rsrsr..escrever é ma das coisas que me dá prazer e aprendizado.
Já estou ate seguir.
Uma boa semana!

Flavio Ferrari disse...

Escrever é catártico e os comentários são um carinho ...

Patrícia Gonçalves disse...

OI moço, eu sei o que é isso, ando cheia de coisas e sem tempo, e o blog faz um falta danada, ainda mais quando encontramos pessoas que buscam como nós, pensam e sentem como nós.

Bom te ler de novo!!!

beijo grande

Vanessa Souza Moraes disse...

Blogs são viciantes :)

Simplesmente Outono disse...

Viro fã ao ler isso: "... tenho corroído a parte concreta de mim. Vivo."
E ainda mais quando me deparo com: "... Será que os desejos omitidos do hoje esperam o amanhã para cobrar a sua materialização? Acredito que não. Imagino que essa seja uma relação de escolha e aceitação. Com esse vislumbre, teremos tranquilidade para lidar com o não no depois."
ALBERTO, me vejo obrigada a linká-lo para assim não perdê-lo mais de vista. Certas obrigações me fazem muitíssimo bem onde as essenciais sigo à risca. Neste momento este é o caso.
Folhas secas pelo teu chão denotando minha evidente presença.
Eu, Simplesmente Outono.

Larissa Paim disse...

Eu estou comentando pra ver se te ajudo, Alberto. Porque, se o problema é a falta de comentários, bem, aqui estou. Agora faça a sua parte: atualize o blog!! Que eu sei que você é uma pessoa criativa e poética, dá conta do recado. ;)

Ela disse...

eu queria ter escrito isso.

abraço

intensité disse...

Ôôô... meu querido! Saudades de tuas palavras. Mas em alguns momentos, há de se fazer necessário estes afastamentos. Pois a vida nao é feita somente de "palavras" escritas, e sim também de palavras ditas longe de nossos olhos, palavras sentidas e ações.
Mas estas, esperamos anciosos para que, numa oportunidade, tu possas expressá-las aqui.

Estou num momento parecido também. Por isso, muitas pessoas se identificaram com estas tuas palavras.

Beijos meus,
Kelen Marques.